Wednesday, 10 May 2017 17:06

Alentejo

Por vezes dou comigo a pensar, porque eu gosto do alentejo, tempos houve em que nada valorizava, manias de gente nova! Hoje atravesso a planicie alentejana e toda a sua força e energia entranha-se na pele. As cores os cheiros e até o silêncio. O som de um riacho, o cantar dos pássaros no final de tarde e mais além um rebanho completa-me todo o meu quadro de nostalgia. Sabe bem escutar e observar o silêncio dos campos do nosso alentejo!


Published in Beja